Home / Destinos e Viagens / Conhecendo o melhor de Roma em 4 dias – 3ª Parte

Conhecendo o melhor de Roma em 4 dias – 3ª Parte

Post Capa

Nosso 3º dia em Roma, nos levará aos recônditos da fé Cristã. Uma jornada pelos baluartes da história da fé em Roma. Esta peregrinação fantástica através de museus, obras de arte, igrejas e muita beleza nos deixará muito mais próximos de nosso criador, independente da nossa crença ou religião. Não há nada mais poderoso que Roma no quesito beleza e arquitetura relacionado à fé Cristã. Este dia deixará você muito mais encantado com a cidade que nos dias anteriores.

Conhecendo o Melhor de Roma em 4 dias – 3ª Parte

Ao se pensar em Roma, a Cidade eterna, imediatamente nos vem a mente seu poderio religioso, por ser a sede da Igreja Católica Romana. A imagem do papa Francisco logo aparece em nossas reminiscências e outros símbolos cristãos também. Isto não acontece por acaso, pois é fato que há mais igrejas em Roma do que todos os dias do ano. Os peregrinos da fé, são sempre atraídos para as consideradas sete basílicas principais, que são:

  1. Basílica de São Pedro – A magnífica e esplendorosa Basílica. Que é difícil de conceituar em simples palavras. Será o nosso alvo neste dia de hoje.
  2. Basílica de San Giovanni in Luterano
  3. Basílica de Santa Maria Maggiore – Espetacular Basílica, com seus recônditos e segredos. Uma visita imperdível próximo à estação Termini.
  4. San Paolo fuori le Mura
  5. Santa Croce in Gerusalemme
  6. San Lorenzo fuori le Mura
  7. San Sebastiano

Todas abrigam relíquias impressionantes, túmulos e uma quantidade inumerável de obras de arte magníficas. Nosso roteiro deste terceiro dia se concentrará no Vaticano, onde se é impossível se descrever com palavras. Nosso dia será concentrado em 3 magníficos pontos turísticos, bem próximos entre si, os Museus do Vaticano, a magnífica Praça de São Pedro, e indescritível a Basílica de São Pedro. Nestes lugares poderemos em apenas um dia, assemelhar todo o poder religioso que esta cidade tem e que atrai tantos peregrinos e heróis da fé ao longo dos anos. Poderemos em outros posts ter mais alguns vislumbres das Basílicas citadas acima, que também têm enorme beleza.

VATICANO

O Monte Vaticano ou Colina do Vaticano era o nome dado a este morro, situado no lado Oeste do rio Tibre e não fazia parte das tradicionais sete colinas originais da história romana. Hoje ele abriga a Cidade-Estado do Vaticano. O historiador Tacitus, conta que em uma noite de Julho do ano 64 DC, um fogo enorme tomou conta do monte Palatino e de seus arredores. Suas chamas vorazes imediatamente consumiram partes inteiras da Cidade de Roma. O povo, imediatamente suspeitou que Nero havia feito tal coisa, uma vez que seu maior desejo era criar uma nova e mais bela Roma. Com o alvoroço popular Nero se apressou a culpar os Cristãos pelo incidente e com isto iniciou uma feroz perseguição a eles.

 

Circo de Calígula
Circo de Calígula.
Se vê em seu centro o obelisco Egípcio. |Fonte: Libreria Vaticana

Aos pés do Monte Vaticano, Nero possuía uma magnífica construção, O circo de Calígula, igualmente chamado circo de Nero. Em seu centro havia um obelisco, que o imperador Calígula trouxera de Heliópolis, no Egito. Foi neste circo que os cristãos foram torturados e punidos, caçados como bestas selvagens, queimados como tochas à noite e toda sorte de barbaridades que só a mente doente de Nero poderia conceber. Conta a história que o martírio de São Pedro, ocorreu nesta arena cruel e indigna, onde o apóstolo se recusou a ser crucificado como seu mestre, pedindo para ser crucificado de cabeça para baixo. Isto apenas acentua a aura de mistério e fé que envolve a história do Vaticano. A fantástica história do encontro do túmulo de São Pedro e da Fundação da Basílica será assunto de um outro post.

1 – MUSEUS DO VATICANO

Mapa

Certamente um dia inteiro deve ser reservado para o Vaticano. Você pode chegar lá de metrô linhas Cipro ou Ottaviano. De ônibus, há linhas regulares que cruzam o Tibre saindo da Piazza dei cinquecento, ao lado da estação Termini.

De preferência compre com antecedência seu bilhete de entrada, livre-se ao menos da fila da bilheteria. As filas de entrada são grandes mas andam rápido. Chegue cedo, o museu abre ás 9 da manhã. Ao entrar se prepare para um esquema de segurança digno de imigração em um país, afinal estamos fazendo isto, pois o Vaticano é uma cidade-estado independente. em geral os agentes são muito corteses, o que causa estranheza para quem é acostumado à segurança em outras localidades. Mas não abuse da sorte. Respeite as filas e os comandos dos responsáveis e dará tudo certo. Em geral mochilas não são permitidas e você terá que guardá-las em uma seção apropriada para isto. Procure ir o mais confortável possível, levando o essencial já ao sair do hotel.

 

O uso de um carrinho ou trolley pode ser vantajoso nos corredores do Vaticano.
O uso de um carrinho ou trolley pode ser vantajoso nos corredores do Vaticano.

Viajando com crianças, o uso de um carrinho ou trolley pode ser uma ótima ideia, uma vez que o percurso é quilométrico e o esforço pode ser demais para crianças pequenas. Os seguranças em geral são bastante corteses para quem vem com crianças. Você pode inclusive ser chamado para andar em um elevador reservado evitando subir escadas!

Estando livre da segurança, suba as escadas e comece sua jornada!

 

Vista interior da Cortille della Pigna.
Museu Vaticano – Vista interior da Cortille della Pigna.

O Museu do Vaticano é enorme. Os edifícios abrigam sem dúvida nenhuma, a melhor coleção de arte do planeta. A princípio, serviam como palácios erigidos para os papas Sisto IV e Inocêncio VIII. Os palácios são interligados por gigantescas galerias. Gigantescas mesmo! Você é capaz de andar por horas e horas e ainda perder a noção do tempo, portanto se programe com antecedência para o que irá fazer por lá. Segundo os especialistas a visita pode durar de simples 90 minutos a até cinco horas dependendo do grau de fascínio que o lugar exercer sobre você!

 

Paredes ricamente adornadas e tetos igualmente magníficos no Museu Vaticano.
Paredes ricamente adornadas e tetos igualmente magníficos no Museu Vaticano.

Não se deve esquecer que este conjunto de museus abriga a mais que famosa Capela Sistina e as salas de Rafael, que são indescritíveis. Seus corredores são impregnados de arte e é impossível não parar para fotografar. Deve-se seguir sempre o rumo apontado pelos guias do próprio museu e nunca dê uma de esperto tentando furar filas ou chegar mais rápido a algum lugar. Você pode ser advertido duramente.

Ingressos 1

Tente reservar seu ingresso com antecedência adquirindo-os no site oficial, que é muito confiável. Utilize o link do Vaticano para isto: http://biglietteriamusei.vatican.va/musei/tickets/index.html

Vaticano - Sala de Constantino

Caso não tenha muito tempo concentre-se no que lhe interessa mais. As salas Rafael e a Capela Sistina são incríveis! Os trabalhos nas Salas Rafael começaram em 1508 e levaram 16 anos para ficarem prontos e Rafael morreu antes da conclusão do trabalho. Piso, parede e teto, é tudo ricamente decorado, difícil saber pra onde olhar primeiro.

Vaticano - Salas

Vai chamar muito a sua atenção o tamanho dos corredores. São imensamente longos e possuem aberturas para outros corredores e outros níveis com escadarias que te levam após muito andar ao mesmo nível aonde você estava antes, só que após ter passado por outras muitas coleções. Um verdadeiro labirinto de arte e bom gosto. Explorar os museus do Vaticano é tarefa dura e não consegue ser realizada sem se sair dali com a sensação de que se esqueceu alguma coisa!

 

Os corredores dos museus do Vaticano.
Os corredores dos museus do Vaticano.

A visita irá começar pela arte mais antiga, com artigos fenomenais da Grécia  Antiga. Preste bastante atenção na lenda do Hércules de Bronze, que é interessantíssima. Tire fotos da urna mortuária grega em forma de caixa fechada, que é um espetáculo só de olhar. Irá passar pelo museu Gregoriano Etrusco e egípcio, além de passar pelo Antiquário Romano e coleção de vasos, que é de cair o queixo.

 

Olhe ao seu redor! Olhe para cima! Olhe para os lados! Não perca nada!
Olhe ao seu redor! Olhe para cima! Olhe para os lados! Não perca nada!

Olhe SEMPRE para cima! O espetáculo não acaba ao nível dos seus olhos!

 

Paredes ricamente pintadas e impressionantes!
Paredes ricamente pintadas e impressionantes!

Aos poucos você irá andar por seções memoráveis, como a Pinacoteca do Vaticano, que é de impressionar pela grandiosidade! Verá paredes pintadas com a maior precisão por mãos hábeis e diligentes nas inúmeras salas.

 

Capela Sistina - Michelangelo |Fonte: Antonio Paolucci - Musei Vaticani
Capela Sistina – Michelangelo |Fonte: Antonio Paolucci – Musei Vaticani

Seguindo o fluxo e após algumas horas, você chegará ao ponto alto de sua visita, a CAPELA SISTINA! Infelizmente não é permitido fotografar dentro dela. Acredite quando lhe disserem isto, pois é proibido MESMO! Não dê uma de esperto, as consequências são duríssimas! É impressionante o poder do lugar! Você não pode ficar ali pelo tempo que quiser, o tempo é controlado pela segurança. Vá andando lentamente para os fundos da capela para ganhar mais tempo no lugar, pois quem fica à frente sempre é “expulso” primeiro!

Uma dica: Leia algo sobre ela antes de ir. quando lá chegar você vai adorar saber o que cada afresco representa e a ordem de cada um deles. Na maravilhosa Juízo Final, que ficará na sua frente, na maior pintura da capela, há detalhes que irão deixar você sem dormir! Por isto, estude antes alguma coisinha! vai compensar!

Até a saída do museu é surpreendente, uma belíssima escada em espiral o levará até a saída. Projetada pelo arquiteto e engenheiro Giuseppe Momo em 1932, para os amantes da fotografia impossível não parar para uma foto.

 

Escada em Espiral - Vaticano
Escada em Espiral – Vaticano

Escada do Vaticano - Superior

E por fim algumas dicas MUITO IMPORTANTES com relação ao Vaticano e seus arredores, Basílica e Praça.

  1. Levar bebidas alcoólicas é terminantemente proibido. Mesmo que fiquem guardadas nos armários deverão ser recolhidas antes do horário de fechamento, sob risco de serem confiscadas e destruídas.
  2. Bolsas, mochilas, casacos devem seguir as recomendações da segurança com relação às suas dimensões. Cheque sempre o que vai levar com as regras vigentes na época. Confira sempre no site oficial. – http://mv.vatican.va/3_EN/pages/z-Info/MV_Info_Consigli.html.
  3. NUNCA toque as obras de arte. NUNCA toque em nada. Nunca se imagine sozinho. Você NUNCA está! São todos muito corteses, mas estão sempre a postos!
  4. O acesso aos museus, Capela Sistina, Jardins e Basílica só será permitido para aqueles – homens ou mulheres – que estiverem vestidos apropriadamente. Nada de camisas sem manga, shorts, saias curtas. Não use chapéu na Basílica ou será advertido.
  5. Lembre-se a Capela Sistina é um lugar de respeito e oração, nada de falar alto, gracinhas, ou qualquer atitude inadequada ao lugar.
  6. Fotografia é permitida em todos os recintos, exceto na capela Sistina. A segurança poderá confiscar as fotos ali realizadas bem como o material. Cuidado!

2 – PRAÇA DE SÃO PEDRO

 

A praça de São Pedro - Vaticano
A praça de São Pedro – Vaticano

Construída por Bernini entre 1656 e 1667, a praça é uma gigantesca elipse ladeada por colunas simétricas. Vista do topo do Domo da Basílica é ainda mais impressionante.

 

Filas enormes e segurança de primeiro mundo! Vaticano - Roma
Filas enormes e segurança de primeiro mundo!
Vaticano – Roma

As filas para entrar na basílica são grandes e você passará seus pertences pelo detector de metais, mas andam rápido. Lembre-se de não ir com ombros, nem joelhos a mostra, é proibido! Lembre-se que a segurança é semelhante à entrada em um outro país, por isto seriedade e respeito são fundamentais. Seja cortês, mesmo que se sinta desconfortável.

Para entrar na Basílica você não pagará nada, mas se quiser subir no magnífico Domo projetado por Michelangelo você precisará além de pagar ter muita disposição e preparo físico. Há avisos espalhados por toda a parte advertindo para o risco da subida. Não há como descer, não há como desistir! É mão única escadaria acima – e que escadaria!

São 551 degraus!

 

Seu Ingresso para economizar alguns degraus!
Seu Ingresso para economizar alguns degraus!

Você pode cortar caminho através dos elevadores. Neles você pode pagar a mais para economizar 231 degraus. Mas é e só, o elevador só vai até aí. Se for com crianças, já sabe! Em dado momento vai ter que carrega-la nos braços! Mas vale e vale muito a pena!

 

Cupola da Basílica de San Pietro ao fundo e ao alto.<br /> Esta é a parada do ascensori.
Cupola da Basílica de San Pietro ao fundo e ao alto.
Esta é a parada do ascensori.

A parada do elevador te deixa num lugar maravilhoso! Só aí a viagem já vale a pena.

Imagens - São Pedro

Nessa primeira parada dá para ver de perto as estátuas de Bernini e ver os belos vitrais e a imensidão da Basílica por dentro.

 

Primeira para do Ascensori. Observe as dimensões das letras!
Primeira para do Ascensori. Observe as dimensões das letras!

A imensidão da basílica vista de cima é por si só um ponto alto. Te dá arrepios só de olhar para o chão e ver a altura em que estamos. e imaginar que aquilo foi construído por mão de artesãos pendurados em cordas, erguidos em madeiras e sob risco de uma vertiginosa queda! Impressiona só de relembrar! Fotografe MUITO! Você não vai esquecer!

A partir daí começa a aventura! Pense bem antes de começá-la!

Os outros 320 degraus você terá que subir a pé mesmo! E que subida! Se acha que não vai conseguir, pare por aí, porque não tem como desistir. É mão única. Não há local para descanso ou sequer parada e vai estreitando-se a medida que vai subindo, tornando-se muitas vezes claustrofóbico. E vai se inclinando com a curvatura da cúpula. Você vai ter que subir se inclinando também! A subida é emocionante e fantástica! Aconselha-se ir de estômago vazio! Leve água e não pare! Pare apenas se seu pelotão parar!

Mas todo esforço terá uma recompensa mágica!

 

A Praça de São Pedro, vista do alto dos mais de 130 metros de altura da cúpula da Basílica.
A Praça de São Pedro, vista do alto dos mais de 130 metros de altura da cúpula da Basílica.

A vista incrível de Roma e da perfeita simetria da praça de Bernini.

3. BASÍLICA DE SÃO PEDRO

Depois de descansar da descida é hora de mais uma maratona pela belíssima Basílica de São Pedro. Depois de descer aqueles degraus todos, relaxe e tome o ascensore de volta ao solo. Ele te deixará DENTRO da Basílica de São Pedro. Lembre de retirar seu boné ou chapéu.

 

Vista Externa da Basílica de São Pedro - Vaticano
Vista Externa da Basílica de São Pedro – Vaticano

A Basílica é impressionante, e mesmo que você não seja católico, não deixe de visitar. A riqueza de obras de arte é imperdível. Destaque para o Baldaquino de Bernini (do século XVII de bronze dourado com colunas de 20 metros de altura) e para a Pietà de Michelangelo (concluída em 1499 a escultura é protegida por vidro depois de ter sido danificada em1972).

 

Interior da Basílica de São Pedro Vaticano - Roma
Interior da Basílica de São Pedro
Vaticano – Roma

Olhe para cima e veja as letras das quais falamos anteriormente. tente ver se você consegue enxergar as pessoas lá em cima! Veja como é grandiosa a basílica das basílicas!

 

Interior da Basílica de São Pedro Vaticano - Roma
Interior da Basílica de São Pedro
Vaticano – Roma

 

Suntuoso Interior da Basílica de São Pedro. Vaticano - Roma
Suntuoso Interior da Basílica de São Pedro.
Vaticano – Roma

 

La Pietà de Michelangelo. Esculpida em mármore. O mestre a concluiu em 1499, quando tinha 25 anos.
La Pietà de Michelangelo.
Esculpida em mármore. O mestre a concluiu em 1499, quando tinha 25 anos.

3d postman with envelope and bag

Está gostando deste artigo? Faça como muitos outros leitores!

Seja um assinante Viagem e Arquitetura!

E receba atualizações, dicas e muita coisa legal para tornar ainda melhor sua próxima viagem!

É super simples e não leva nem 2 minutos!

Não fazemos spam! Odiamos isto também!
E você pode se descadastrar a qualquer momento!

4 – CASTELO SAN’T ANGELO

Agora é hora de sair lentamente, ainda meditativo. Aproveite e visite a libreria vaticana, logo ao seu lado direito na Praça de São Pedro e veja os inúmeros livros sobre a Basílica e outros assuntos, terços, souveniers, etc… Ande ao longo da Via della Conciliazione. Ao fundo verá o enigmático Castelo de Sant’Angelo.

O Maravilhoso Castel Sant'Angelo.
O Maravilhoso Castel Sant’Angelo.

Construído em 139 d.C. para ser o mausoléu do imperador Adriano, passou por vários usos e hoje abriga um museu com 58 salas. Se você leu ou assistiu Anjos e Demônios deve lembrar que o castelo é um dos cenários e mostra o famoso corredor vaticano , uma rota de fuga que liga o castelo ao palácio do Vaticano.

Para informações atualizadas sobre horários e preços veja aqui.

Entardecer em Roma.
Entardecer em Roma.

E assim nosso terceiro dia vai terminando. Um passeio interessante e sem dúvida de muito beleza. O entardecer vai chegando em Roma e uma pontada de saudade começa a chegar, porque nossos dias nesta terra linda e contemplativa está próximo ao fim.

Anjos
“Normalmente os homens preocupam-se mais com aquilo que não podem ver que com aquilo que podem.” ―Júlio César

Até a próxima!

 

About Giovani da Costa

Giovani é médico. Junto com sua esposa criaram o blog Viagem e Arquitetura( viagemearquitetura.com.br) com uma proposta diferente do que há no mercado de blog de viagens. Trazer informações sobre Arquitetura e História relacionada aos destinos. Você pode encontrá-lo no Google+, Twitter e Facebook.

Check Also

Maragogi-Capa small

Conhecendo o Caribe Brasileiro – Maragogi Alagoas!

  Maragogi, no Estado das Alagoas, é uma região do litoral Norte do Estado e …

La mano Punta del este

Um passeio por Punta del Este, Uruguai – O que fazer e o que conhecer!

  Uruguai é o país mais surpreendente da América do Sul! Neste post vamos passear por …

alberobello

Alberobello, Itália. Um tesouro escondido que poucos conhecem!

Esta cidade da Itália, que poucos além dos próprios Italianos conhecem, é Patrimônio Mundial pela …

2 comments

  1. Pingback: Turismo internacional |

  2. Pingback: 7 incríveis fatos sobre o Coliseu Romano que você precisa conhecer | Nada Certo

Obrigado por ler nosso post! Você gostou? Qual a sua opinião sobre ele?