Home / Roteiros / Brasil / O Parque Nacional Vale do Catimbau – Relato de Viagem

O Parque Nacional Vale do Catimbau – Relato de Viagem

Localizado na cidade de Buíque no estado de Pernambuco, há cerca de 280 km do Recife, o Vale do Catimbau é um parque com serras, vales e rochas onde são encontradas inscrições rupestres de cerca de 6000 anos, ou seja, a importância do lugar é inegável, tanto pela sua história quanto pela sua geografia.

O Parque Nacional Vale do Catimbau – Um lugar a ser explorado!

Por possuir uma grande extensão, aproximadamente 62 000 km, é impossível visitar todo o parque de uma só vez. O Parque é tão grande que só fica atrás Serra da Capivara, no Piauí. Na região da cidade de Buíque existem várias trilhas que podem ser escolhidas pelo visitante de acordo com sua disposição dentre as principais estão a trilha da igrejinha (formação geográfica semelhante a uma igreja com duração aproximada de uma hora), Trilha do Sitio Arqueológico dos Homens Sem Cabeça (painel de pinturas rupestres mostrando uma batalha caminhada de 3 km) , Trilha do Chapadão (mirante com vista para o vale) e a mais longa, a trilha da Serra das torres (com 4km de extensão)

O vale já foi moradia de índios e seus indícios estão espalhados por lá como locais de possíveis rituais e cemitérios. E seu nome tem um significado controverso, alguns fontes afirmam que “Catimbau’ vem de catimbó, conjunto de rituais indígenas realizados pelo pajé  vinculados geralmente a práticas curativas; de cachimbo usado ou ainda significando homem ridículo ou diversão. A verdade é que independente do significado do nome o lugar é lindo e ainda pouco explorado, para os amantes de trilhas é imperdível!

Nosso amigo Éricson Tôrres fez uma visita ao Vale do Catimbau no mês passado (julho/2016) e nos contou como foi sua experiência por lá, em mais um Relato de Viagens:

O Parque Nacional Vale do Catimbau – Relato de Viagem

Vale do Catimbau Pedra

Bem pessoal, sou professor de geografia e tá no sangue amar a natureza. Sempre ouvi falar no Vale do Catimbau e no mês passado chamei uma turma de amigos e fomos conhece-lo.

O vale é formado por montanhas de topo suave, as chamadas chapadas Entre as montanhas encontram-se encostas abruptas e vales abertos, a erosão é um fenômeno constante por lá e sua grande intensidade nas rochas esculpem as mesmas dando aparência de animais, como a localmente conhecida e batizada pedra do cachorro e pedra da tartaruga. O vale do Catimbau possui grandes elevações com altitude de 900 metros e também muitas cavernas, inclusive algumas eram usadas antigamente como cemitérios pelos índios que habitavam a região.

Para quem quer embarcar nessa aventura, o primeiro passo é chegar à cidade de Buíque e lá seguir por uma estrada de terra com destino ao distrito de Catimbau, este percurso dura cerca de 20 minutos (aproximadamente 11 km).

Vale do Catimbau Turma

Ao chegarmos lá fomos recebidos na pracinha principal do distrito pelo guia Luciano, e lá mesmo em frente a praça, fica um local simples de atendimento ao turista para conhecer os passeios pelo vale e contratar um guia para acompanhar os visitantes (Associação dos Guias- telefone: 87- 3816-3052). Cada passeio custa 100 reais por grupo, podendo chegar até 10 pessoas por grupo. O passeio dura o tempo que o grupo aguentar.

Em um único dia não é possível visitar tudo, pois é muito cansativo, sobretudo por causa do sol. Recomendo ao visitante levar água, algo para lanchar e se proteger do sol com protetor solar, bonés e até guarda-chuva para servir como guarda-sol. O ideal seria começar o passeio às 6 da manhã, com o sol ainda ameno, pois durante as trilhas anda-se muito por lajedos, e partes de terra como se fosse areia de praia o que torna em muitos trechos a caminhada mais cansativa, principalmente para quem não é acostumado a fazer trilhas.

Na hora do almoço o próprio guia nos ofereceu uma refeição ou lanche, na sua residência, custando 15 reais por pessoa, era uma comida caseira muito gostosa e muito bem servida. Não esqueça de levar dinheiro, pois cartão de crédito e caixa eletrônico, como vocês devem imaginar, não existe no distrito.

Vale do Catimbau Chapadas

Para quem tem crianças, creio que só passeios mais curtos seria interessante, uma vez que as trilhas podem ser muito cansativas, embora como já falei, as trilhas duram o que o turista aguentar, mas para chegar a vislumbrar as principais paisagens, é necessário andar um pouco. Cada trilha tem em torno de 3 horas de duração, a minha durou 4 horas para conhecer 2 localidades: 2 inscrições rupestres em 2 locais diferentes.

Vale do Catimbau Rupestres

Bem, foi muito bom o passeio, queria ter mais folego para visitar outros locais do vale, mas o cansaço físico falou mais alto e deixei para uma próxima vez.

O Parque Nacional Vale do Catimbau – Outros Blogs te dão informação também!

 

Por do Sol no Vale do Catimbau.
Por do Sol no Vale do Catimbau.

Fonte: http://arrumaamalaae.com.br/as-trilhas-do-vale-do-catimbau-pernambuco/

Como vocês devem ter percebido, o Éricson fez um bate e volta à partir de sua cidade que não fica tão distante (Monteiro-PB) mas se pra você a intenção é ficar mais de um dia, a Carol e o Felipe do blog “Arruma a mala aê” visitaram o Vale também esse ano e hospedaram-se lá para assistir ao pôr do sol, que por sinal rendeu fotos belíssimas como essa aí embaixo.

No post, que você pode ler aqui, eles dão dicas importantes para quem quer se hospedar por lá. Vale a pena conferir!

E você pode ainda conferir este vídeo curtinho e muito legal da Mariana Gueiros:

Um grande Abraço a todos e até a próxima!

Créditos:

Foto Capa: Vale do Catimbau

Ministério do Turismo do Brasil

Fotos: Éricson Torres

Éricson é Geógrafo, amante de viagens e um dos colaboradores do site!

Foto: Por do Sol no Catimbau

Carol e o Felipe do excelente Blog “Arruma a mala aê

 

3d postman with envelope and bag

Gostou deste artigo? Faça como muitos outros leitores!

Seja um assinante Viagem e Arquitetura!

E receba atualizações, dicas e muita coisa legal para tornar ainda melhor sua próxima viagem!

É super simples e não leva nem 2 minutos!

E você pode se descadastrar a qualquer momento!

About Hyparrhenia Queiroz

Hyparrhenia é Arquiteta e apaixonada por viagens.

Check Also

alberobello

Alberobello, Itália. Um tesouro escondido que poucos conhecem!

Esta cidade da Itália, que poucos além dos próprios Italianos conhecem, é Patrimônio Mundial pela …

cancun-familia

O que fazer em Cancún: Dez coisas que você não pode perder!

Mesmo que você passe um mês em Cancún não faltarão atrações diferentes para você realizar …

bem-vindos-ao-nosso-canal

Seja muito bem vindo ao seu canal de Dicas de Viagem!

Olá viajantes! Nós temos o grande prazer de anunciar o início do nosso canal de …

Obrigado por ler nosso post! Você gostou? Qual a sua opinião sobre ele?