Um guia para a maravilhosa Rota Ecológica de Alagoas

São Miguel dos Milagres

A espetacular Rota Ecológica dos Corais fica no litoral norte do estado de Alagoas e se estende por cerca de 120 km. Possui praias desertas espetaculares de águas mornas e tranquilas, pousadas charmosas exclusivas e isoladas de tudo e cidades muito agradáveis e acima de tudo é um exemplo mundial de conservação e preservação ecológica. É obrigatório conhecê-la!

 

A Rota Ecológica dos Corais

 

Rota dos Corais, Alagoas
Área de Proteção dos Corais em Alagoas.
Fonte: http://www.icmbio.gov.br

Entre o litoral sul de Pernambuco e litoral norte de Alagoas existe uma Área de Preservação Ambiental, mais conhecida como Costa dos Corais – APA Costa dos Corais. Esta área de preservação foi criada através de decreto do Governo federal em 23 de Outubro de 1997 e abrange os estados de Pernambuco e Alagoas, mais especificamente entre a praia de Tamandaré em Pernambuco e  Barra de Camaragibe em Alagoas se estendendo por cerca de 120 km.

São 120 km de praia e mangue onde o desenvolvimento sustentável e a proteção da biodiversidade são os grandes objetivos  defendidos pela APA Costa dos Corais. Por tratar-se de área da união onde há trechos que não se pode morar ou ter propriedade privada, acredito que é um dos fatores de ter tantas praias ainda desertas ou com pouquíssima densidade demográfica.

 

Mapa APA corais

A Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais (APACC) foi criada em 1997 (Decreto de criação da APA Costa dos Corais),  A existência de recifes de corais e mangues é uma das principais características da unidade, garantindo uma alta biodiversidade representada por diversos grupos marinhos como algas, corais, peixes, crustáceos, moluscos, mamíferos aquáticos e outros, e ainda inclui a ocorrência de espécies ameaçadas de extinção como o peixe-boi marinho, tartarugas e baleias. – Fonte http://www.icmbio.gov.br

[/intense_content_box]

Na parte de Alagoas entre Ponta de Pedra e Barra de Camaragibe a área é conhecida como Rota Ecológica, um nome que sugere trilhas por lugares desertos, praias intocadas, passeios de buggy pelas praias e muita muita beleza! É exatamente isso que você vai ver nesta rota espetacular, com algumas exceções bem importantes:

  • Não se pode andar de buggy nas praias!
  • Não é possível ter acesso às praias exceto em alguns locais – É preciso estar hospedado em uma pousada.

É bom que se saiba que a região é belíssima onde as praias são quase desertas e em muitos trechos o acesso só é possível pelas charmosas pousadas boutiques que também possuem a preocupação com a sustentabilidade o que se reflete na disponibilização de poucas acomodações e serviços exclusivos garantindo um número reduzido de visitantes (claro que um preço mais alto).

As pousadas da Rota Ecológica deram a essa região mais uma denominação, a Rota de Charme, um local perfeito para quem quer descansar e curtir a natureza com exclusividade. Muitas das pousadas nem sequer aceitam crianças, o que faz também desse destino um dos mais procurados para lua de mel.

 

Como chegar à Área de Preservação Costa dos Corais

 

Foz do Rio Maragogi na Rota Ecológica
Foz do Rio Maragogi na Rota Ecológica.
Fonte: http://www.icmbio.gov.br

Itinerário geral

Como a região abrange os estados de Pernambuco e Alagoas, pode-se chegar à Área de Preservação dos Corais vindo das duas principais capitais, Recife e Maceió e daí visitar cada uma das cidades envolvidas no projeto de preservação. Lembrando que cada cidade é um show a parte.

  • A partir de Maceió o principal acesso se dá pela estrada que acompanha o litoral, AL 101, tomando-se os devidos cuidados pois esta pode apresentar-se em obras e que esta não percorre o litoral em toda sua extensão, fazendo um desvio de cerca de 40 km para depois retornar ao litoral.
  • Saindo de Recife a principal via é pela BR 101 entrando na PE 060 em Cabo de Santo Agostinho. Muita atenção para o trânsito terrível nas horas de pico e aos finais de semana, pois esta é a rota das praias de Pernambuco. Muito cuidado com as lombadas eletrônicas!
  • Há também a possibilidade de acessar a PE 060 pela estrada do Paiva (estrada nova) seguindo por Jaboatão dos Guararapes. Você vai encontrar um pedágio por lá. Mas a estrada é muito boa mesmo!
  • Para quem vem do interior do País, é possível chegar às cidades da APA – Costa dos Corais a partir da BR 101.

Clique abaixo para ver os roteiros para cada cidade.

Saindo de Recife:

Siga pela BR 101 e em seguida PE 060 entrando na cidade de Cabo de Santo Agostinho.  Esta é a rota das praias e você passará pelos acessos a diversas praias famosas inclusive Porto de Galinhas. Já bem próximo de Tamandaré você terá duas opções:
  • Vire à esquerda logo após a cidade de Rio Formoso na PE 076
  • Siga em frente pela PE 060 até a Reserva Biológica de  SALTINHO
  • Vire à esquerda no trevo e siga pela PE 076.

Via Tamandaré – Entrando na cidade de Tamandaré e retornando até Carneiros. Não aconselhável!

Saindo de Maceió:

 
Siga pela AL 101 até Barra de Santo Antônio. Como se pode ver no mapa, não há acesso pela AL 101 a partir de Barra de Santo Antônio. Não dá para se continuar pelo litoral, portanto vire à esquerda e siga pela AL 413. Você irá chegar a São Luis do Quitunde. Siga pela AL 105 até próximo a Matriz de Camaragibe. Pode-se seguir agora por dois caminhos.Ambos levam a Japaratinga.
  1. Siga em frente pela AL 105 passanfo por Matriz de Camaragibe e Porto Calvo, em Porto Calvo siga pela AL 465 até Japaratinga.
  2. próximo a Usina Santo Antônio, antes de Matriz do Camaragibe, vire à esquerda em direção à Passo do Camaragibe, na AL 435, siga até Barra do Camaragibe (litoral) e pegue a AL 101, em Porto de Pedras tem uma balsa para acessar o município de Japaratinga.

Siga até a divisa com Pernambuco, continue, agora pela PE 060, passe por São José da Coroa Grande e Barreiros, na Reserva Biológica de Saltinho Saltinho vire à direita no trevo – PE 076. Atenção redobrada nas fiscalizações policiais. Elas são bastante severas nas épocas de grande movimento e você pode receber multas se estiver com alguma coisa errada em seu veículo.

Caminho alternativo (BR 101)
Saindo de Maceió seguindo direto com a BR 101 até Palmares.
Em Palmares, siga pela PE 096, ao chegar na PE 060 vire à esquerda, siga até à Reserva de  Saltinho vire à direita no trevo – PE 076
Há possibilidade de se entrar em Flexeiras, Alagoas e acessar a AL 430 até chegar a São Luiz do Quitunde e daí seguir a mesma rota da AL 105 acima citada. esta estrada por vezes se encontra em obras e nem sempre tem boas condições de tráfego.

Saindo de Recife:

 
Siga pela BR 101 e em seguida PE 060 entrando na cidade de Cabo de Santo Agostinho.  Esta é a rota das praias e você passará pelos acessos a diversas praias famosas inclusive Porto de Galinhas.Permaneça na AL 60 e você irá passar por diversas cidades: Ipojuca, Sirinhaém, Rio Formoso, Tamandaré e São José da Coroa Grande. Maragogi fica logo após a divisa com Pernambuco e Japaratinga um pouquinho mais à frente.
O caminho após Maragogi com destino a Japaratinga é um dos mais belos de todo o litoral! Vá conferir!

Saindo de Maceió:

 
Siga pela AL 101 até Barra de Santo Antônio. Como se pode ver no mapa, não há acesso pela AL 101 a partir de Barra de Santo Antônio. Não dá para se continuar pelo litoral, portanto vire à esquerda e siga pela AL 413. Você irá chegar a São Luis do Quitunde. Siga pela AL 105 até próximo a Matriz de Camaragibe. Pode-se seguir agora por dois caminhos.Ambos levam a Japaratinga.
  1. Siga em frente pela AL 105 passanfo por Matriz de Camaragibe e Porto Calvo, em Porto Calvo siga pela AL 465 até Japaratinga.
  2. próximo a Usina Santo Antônio, antes de Matriz do Camaragibe, vire à esquerda em direção à Passo do Camaragibe, na AL 435, siga até Barra do Camaragibe (litoral) e pegue a AL 101, em Porto de Pedras tem uma balsa para acessar o município de Japaratinga.
Siga até Maragogi pela AL 101 por cerca de 10 km em uma das mais belas rotas litorâneas do país!

Saindo de Recife:

 
Siga pela BR 101 e em seguida PE 060 entrando na cidade de Cabo de Santo Agostinho.  Esta é a rota das praias e você passará pelos acessos a diversas praias famosas inclusive Porto de Galinhas.Permaneça na AL 60 e você irá passar por diversas cidades: Ipojuca, Sirinhaém, Rio Formoso, Tamandaré e São José da Coroa Grande, Maragogi e Japaratinga.
Em Japaratinga há duas opções de trajeto:

Via AL 101, a estrada quase artesanal que te leva pelo litoral. Nela, utilize a balsa e siga até Porto de Pedras e daí até São Miguel dos Milagres. Vale acrescentar uma esticadinha a Matriz de Camaragibe, que também é charmosa e com um litoral bem legal! O trajeto da balsa é rápido e seguro, em horário de pico pode demorar um pouco. O valor é de R$ 10,00 por carro.

Em Japaratinga siga pela AL 465 até Porto Calvo, AL 105, passando por São Luis do Quitunde e Matriz do Camaragibe, próximo a usina Santo Antonio vire à direita na AL 435 até Barra do Camaragibe. – Não recomendável!

Saindo de Maceió:

 
Siga pela AL 101 até Barra de Santo Antônio. Como se pode ver no mapa, não há acesso pela AL 101 a partir de Barra de Santo Antônio. Não dá para se continuar pelo litoral, portanto vire à esquerda e siga pela AL 413. Você irá chegar a São Luis do Quitunde. Siga pela AL 105 até próximo a Matriz de Camaragibe. Em seguida vire à esquerda em direção à Passo do Camaragibe, na AL 435, siga até Barra do Camaragibe (litoral) e pegue a AL 101, Porto de Pedras e São Miguel ficam seguindo a AL 101

 

Conhecendo a Rota Ecológica dos Corais

 

Rota Ecológica Alagoana
Rota Ecológica Alagoana

Fomos conhecer a Rota Ecológica e ficamos apaixonados. É isto o que acontece com todos que vão pra lá! Não há quem resista a  paisagens incríveis, fazendas de coqueiros, piscinas naturais formadas pela barreira de corais, praias quase desertas, turismo sustentável, história e arquitetura em construções seculares! Tudo isso encontramos por lá. Chegamos até lá no sentido Recife – Maceió e o caminho já vale a viagem.

Podemos dividir a Rota Ecológica em dois segmentos: A Rota Ecológica Pernambucana e a Rota Ecológica Alagoana. Cada uma com suas características bem particulares. Nosso destino desta vez é a parte Alagoana. Embarque conosco nessa aventura!

Quer conhecer algumas praias da Rota Ecológica Pernambucana? Leia sobre elas aqui:

Tamandaré – Praia de Tamandaré, Pernambuco – Você conhece este paraíso?

Carneiros – Praia dos Carneiros, Pernambuco – Uma das melhores praias do mundo!

Praias Desertas – 12 incríveis praias no Nordeste para você conhecer neste verão!

 

Praia de Barra Grande

 

Rota Ecológica Alagoana - Barra Grande
Praia de Barra Grande. Sempre paramos aqui!

Antes de chegar a Maragogi (que é sede desse distrito) há várias praias lindas, mas há uma que sempre que passamos nessa região temos que entrar ao menos para um mergulho, a Praia de Barra Grande.

 

Barra Grande - Maragogi
Um lugar para se brincar com suas crianças! A praia é maravilhosa e de águas mornas!

O acesso principal é o único sinalizado. Se entrar por ele siga em direção a praia (nesse trecho o mar avançou muito) e então vire a esquerda e siga em frente quando encontrar o primeiro acesso para praia em que você pode deixar o carro pare, esse é nosso trecho favorito! Só a chegada já é de impressionar, com aquele mar calmo de águas de um azul indescritível!

Maragogi

 

Rota Ecológica Maragogi, Alagoas.
Maragogi, uma praia que reserva belezas intocadas!

A próxima praia é a famosa Maragogi, aqui a opção de pousadas e hotéis é bem maior, fica inclusive o Salinas de Maragogi que foi o único resort brasileiro a entrar na lista dos Travelers’ Choice 2014 All Inclusive, realizado pelo TripAdvisor. Das praias dessa região é a mais movimentada com bares e restaurante por toda a orla. O ponto forte da praia de Maragogi é o passeio às piscinas naturais ou Galés. Como nosso objetivo era explorar a rota ecológica, a paradinha aqui foi só para uma foto.

 

Japaratinga

 

Japaratinga Mirante
Japaratinga tem as mais belas vistas com seus inúmeros mirantes! Tire muitas fotos!

Cidade pequena mas com 15 km de praias lindas! Aqui como em outras praias da rota dos corais existem passeios para as piscinas naturais. A parte da praia onde fica a vila é o trecho de Japaratinga propriamente dito, as próximas praias são Bitingui, Barreiras do Boqueirão (onde ficamos hospedados), Boqueirão (mais deserta) e a Praia do Pontal onde o Rio Manguaba se encontra com o mar.

 

Praia de Boqueirão em Japaratinga
Praia de Boqueirão. Onde ficamos hospedados. Uma delicia de água e um descanso relaxante!

A partir daí só a balsa pra atravessar o rio e chegar em Porto de Pedras, início da Rota Ecológica. Atravessar o rio Manguaba na Balsa já é uma aventura, as crianças ficam fascinadas e os adultos costumam tirar muitas fotos pois a vista do farol e da pequena e charmosa Porto de Pedras já encantam. O horário de funcionamento da balsa é até a meia-noite e o valor é cobrado por veículo (R$10,00), então há tempo suficiente pra passear sem medo de ficar do outro lado, mas se o seu passeio pela rota for de um dia como o nosso, o ideal é ir cedo para aproveitar bem as belezas da região.

Atravessando na balsa para Porto de Pedras

Atravessar a balsa para Porto de Pedras é uma aventura a parte. A princípio o turista irá achar esquisito aquele barco tão pequeno e o número de carros que ali se encontram. Mas o serviço é bastante rápido e seguro. cada balsa leva no máximo dois carros e os atendentes são atenciosos. Siga as regras de segurança, não fique dentro dos automóveis e divirta-se tirando belas fotos da travessia.

Porto de Pedras

 

Praia de Porto de Pedras.
Praia de Porto de Pedras vista do alto.

A antiga vila surgiu em torno da Missão Franciscana na Alagoas Boreal e virou município em 1921 e sua história se liga a de Porto Calvo, pois por sua localização, era um ponto de defesa importante para a manutenção ou tomada de Porto Calvo e dos engenhos que detinham a grande produção açucareira. Durante a invasão Holandesa as embarcações com alimentos e munições vinham pelo rio e pelo mar, os moradores da época participaram do movimento de resistência, mas em 1633 os holandeses invadiram e incendiaram o povoado que foi restaurado depois em 1868 passando a ser município muito depois.

 

Recinto do Peixe Boi Marinho
Recanto do Peixe Boi em Porto de Pedras. Fonte: http://www.icmbio.gov.br

Repleta de história, construções centenárias e um povo simpático e acolhedor Porto de Pedras tem ainda praias incrivelmente lindas e preservadas, e ainda possui turismo ecológico no santuário do Peixe-Boi Marinho.

 

Farol de Porto de Pedras.
Farol de Porto de Pedras.

 

Praia de Porto de Pedras
Praia de Porto de Pedras vista do farol

Começamos nosso passeio pela cidade e a primeira parada foi o farol construído em 1940 e que é visto desde Japaratinga. Prepare a câmera, pois lá de cima a vista é estonteante! A subida para o farol não é sinalizada, mas pedindo informações se encontra facilmente a subida. Então peça informações logo que descer da balsa. O lugar é espetacular. Atenção: O Farol e seu entorno pertence à Marinha do Brasil e o acesso é proibido, conforme se mostra nas placas ali colocadas. Entre e tire fotos lá de cima, pois as vistas são de cair o queixo. Mas lembre-se deste aviso!

 

, Porto de Pedras Alagoas.Oitizeiro do Imperador.
Oitizeiro do Imperador. Aqui o Imperador D. Pedro II descansou antes de prosseguir sua jornada. Quanta honra!

Um ponto de referência é subir ao lado antiga Casa de Câmara e Cadeia construída em 1630 que faz parte do patrimônio histórico e artístico de Alagoas e que infelizmente está abandonada esperando restauro. Logo na subida tem uma árvore enorme, centenária conhecida como “Oitizeiro do Imperador”, isso por que foi onde D. PedroII descansou em sua sombra antes de seguir viagem no ano de 1860, tem até uma plaquinha contando esse episódio.

 

Próxima parada: Associação Peixe-Boi e povoado de Tatuamunha

 

Associação Peixe-Boi de Tatuamunha
Associação Peixe-Boi do povoado de Tatuamunha

Fundada em 2009 para defender os interesses dos condutores de jangadas que trabalham na região e para ajudar na preservação do peixe-boi marinho que é o mamífero mais ameaçado de extinção no Brasil. A Associação de Condutores é formada por moradores da vila de Tatuamunha que fazem passeios de jangada pelo rio.

A sede da associação foi reformada no quadro “um por todos,todos por um” do Caldeirão do Huck. A sede ficou linda, decorada com alguns materiais reutilizados e móveis artesanais em madeira produzidos na comunidade. É lá que que os passeios de jangada pelo Rio Tatuamunha para observação do Peixe-Boi são agendados (R$40,00 por pessoa).

Dicas:

  • Chegue cedo pois o número de visitantes é controlado, cerca de 72 por dia.
  • Não alimente nem toque nos animais É PROIBIDO! O turismo é de observação
  • Mais informações : http://www.associacaopeixeboi.com.br/

Que tal ver o Programa do Huck e conhecer um pouco do lugar e da Associação. É emocionante como sempre!

Igreja de São Gonçalo

Casarão Secular

Casarão Secular em Porto de Pedra

No povoado encontramos em uma pracinha casarões do século XVIII que ainda estão preservados e a igreja de São Gonçalo uma das mais antigas do estado de Alagoas. Vale uma paradinha para fotografar, parece que o tempo parou por aqui.

 

Praia do Patacho, Alagoas.
Praia do Patacho, Alagoas. Espetacular!

Depois de tanta história é hora de procurar as praias! Muitos trechos na região não tem acesso a não ser pelas pousadas. Todas as praias são muito lindas: Porto de Pedras, Tatuamunha, Lage e Patacho. As duas últimas são mais desertas e Patacho recebeu 5 estrelas em 2014 do guia 4 rodas. Só mais três praias receberam as cinco estrelas e todas elas em Fernando de Noronha, que é um caso a parte!

Praia do Patacho na Rota dos Corais Alagoana
A belíssima e inesquecível praia do Patacho.

Em 2011 já tinha ficado entre as 10 praias mais bonitas do Brasil. Não é pra menos, a praia é mesmo maravilhosa, quando conhecemos a maré estava alta e já achamos incrível, mas dizem que com a maré baixa o espetáculo é ainda maior.

3d postman with envelope and bag

Está gostando deste artigo? Faça como muitos outros leitores!

Seja um assinante Viagem e Arquitetura!

E receba atualizações, dicas e muita coisa legal para tornar ainda melhor sua próxima viagem!

É super simples e não leva nem 2 minutos!

Não fazemos spam! Odiamos isto também!
E você pode se descadastrar a qualquer momento!

 

São Miguel dos Milagres

Praia de São Miguel dos Milagres.
Praia de São Miguel dos Milagres.

O povoado teve início com o Engenho Mata Redonda fundado por moradores de Porto Calvo e também foi palco de batalhas entre Holandeses e Portugueses. Ainda conserva a atmosfera simples de uma vila de pescadores e certamente é isso que os poucos turistas procuram, essa calmaria das praias desertas onde o tempo passa lento.

Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo
Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo

Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo interior

Na praça principal fica a Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo construída no século XVII no ano de 1684 a igreja já passou por diversas mudanças até então. Essa estava aberta e pudemos conhecer seu interior que é bem simples com imagens da padroeira e também de São Miguel Arcanjo que foi quem deu nome ao povoado quando um pescador que estava muito doente encontrou uma imagem do santo na praia e depois ficou curado.

Mirante do Cruzeiro São Miguel dos Milagres.
Mirante do Cruzeiro. A vista é relaxante e belíssima!

Chegando na igreja pegue uma das ruas laterais e suba até o mirante do cruzeiro, marco que foi colocado no local no ano de 1900 e de onde a vista mais uma vez impressiona. Observe o pequeno povoado, a grande faixa das fazendas de coqueiro e o mar com vários tons de azul e verde só sendo interrompidos pela barreira de corais.

São Miguel dos Milagres

Barreira de Corais em São Miguel dos Milagres.
A Barreira de Corais se destaca no Azul da Praia.

 

Depois de olhar o mar de longe e achar que não vai mais se impressionar é hora de botar o pé na areia e ficar ainda mais encantado. Por uma estrada de barro em meio aos coqueiros em cerca de 1km chegamos a praia. Nesse como em muitos outros trechos não há barracas nem ambulantes o que é maravilhoso! Mas vale lembrar que se for passar um tempo na praia, não esqueça de levar água e um lanchinho pois não encontrará onde comprar nada e até os restaurantes das pousadas só atendem aos não hóspedes com marcação prévia. Afinal de contas estamos em uma das muitas praias desertas que o Nordeste ainda possui, não é mesmo?

Este vídeo do Programa Encontro com Fátima Bernardes mostra um pouco do lugar!

Vamos assistir?  http://globotv.globo.com/rede-globo/encontro-com-fatima-bernardes/v/gabriela-lian-visita-sao-miguel-dos-milagres/2380351/

Praia em São Miguel dos Milagres
Tranquilidade e sossego. Aqui, agito não entra!

Se você procura um lugar que a noite tenha algo para fazer definitivamente não é por aqui. A Rota Ecológica é para quem quer paz e tranquilidade. O agito aqui só no réveillon quando acontece o famoso Reveillon dos Milagres.  São 9 dias de festa com música eletrônica e muito agito! Nas outras épocas do ano os únicos sons serão o sussurrar do vento e o marulho das ondas. É assim que deve ser!

A Praia do Patacho
A Rota Ecológica é um destino romântico cada vez mais procurado!

É um destino romântico cada vez mais procurado. Com toda certeza queremos voltar com mais calma, para se hospedar na região e desfrutar da calmaria do lugar.

 

Você conhece alguns destes lugares? Já se hospedou por aqui? O que você achou destes lugares de hoje? em qual destas praias você gostaria de ficar?

Deixe seus comentários e nos ajude a enriquecer este Blog!

Até a próxima!

About Hyparrhenia Queiroz

Hyparrhenia é Arquiteta e apaixonada por viagens.

Check Also

alberobello

Alberobello, Itália. Um tesouro escondido que poucos conhecem!

Esta cidade da Itália, que poucos além dos próprios Italianos conhecem, é Patrimônio Mundial pela …

cancun-familia

O que fazer em Cancún: Dez coisas que você não pode perder!

Mesmo que você passe um mês em Cancún não faltarão atrações diferentes para você realizar …

bem-vindos-ao-nosso-canal

Seja muito bem vindo ao seu canal de Dicas de Viagem!

Olá viajantes! Nós temos o grande prazer de anunciar o início do nosso canal de …

Obrigado por ler nosso post! Você gostou? Qual a sua opinião sobre ele?